20/09/2017 22h11

Clima seco e quente provoca mais um incêndio florestal em Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul

A floresta de eucalipto na Fazenda São Félix, pertencente à empresa Corus Agroflorestal, tem parte de seu ativo consumido pelas chamas

Por: Painel Florestal - Elias Luz
 
 
Desta vez, o incêndio atingiu à floresta na Fazenda São Félix
Foto: Andrei Luiz, da All Drone's Fotos e Filmagens Aéreas Desta vez, o incêndio atingiu à floresta na Fazenda São Félix
Foto: Andrei Luiz, da All Drone's Fotos e Filmagens Aéreas

A combinação de clima quente e seco provocou mais um incêndio florestal no município de Ribas do Rio Pardo, no Estado de Mato Grosso do Sul. O fogo foi detectado por volta das 13 horas e as empresas do setor florestal prepararam uma verdadeira operação de guerra para conter o avanço das chamas na Fazenda São Félix, numa área pertencente à empresa Corus Agroflorestal.

De acordo com Marcelo Sales, diretor da Corus Agroflorestal, ainda é muito cedo para dar uma estimativa da área total atingida pelo incêndio. Essa floresta de eucalipto é voltada para as indústrias de celulose existentes no Estado de Mato Grosso do Sul. O plantio atingido pelo fogo tem idade entre três e quatro anos, faltando apenas mais dois para a colheita florestal voltada para o setor de celulose.

 
O clima quente e seco é o principal O clima quente e seco é o principal "suspeito" do incêndio
Foto: Andrei Luiz

Em menos de dez dias é o segundo incêndio em florestas de eucalipto em Ribas do Rio Pardo, município localizado a cerca de 90 quilômetros da capital Campo Grande. No primeiro incêndio, ocorrido na Fazenda Boi Preto, a área total atingida chegou a 1.500 hectares, incluindo floresta de eucalipto, reserva legal e área de pastagem. Dados preliminares das empresas que estão combatendo o incêndio na Fazenda São Félix dão conta que a área atingida é menor que o incêndio da semana passada.

Muitos diretores de empresas do setor florestal estão participando da Semana Internacional da Madeira, em Curitiba. Por isso, as informações sobre o atual estágio do incêndio da Fazenda São Félix são inexatas. No entanto, devido ao incêndio registrado semana passada, as empresas do setor florestal redobraram as atenções e, desta vez, um efetivo maior de combatentes ao fogo já estava de prontidão, principalmente pelo fato da temperatura – quase chegando aos 40 graus, em conjunto com um clima seco – ser um fator causador de incêndios nesta época do ano.

A Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore – MS) deve emitir uma nota oficial na manhã de quinta-feira, 21. Técnicos da Reflore – MS estão no local do incêndio, cujo acesso se dá acesso por meio da Estrada do Mimoso, que nas proximidades da BR-262 localiza-se um pequeno distrito industrial. Ribas do Rio Pardo possui uma área total de florestas plantadas de 225 mil hectares.

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL