01/11/2013 10h58

9º Dia de Campo do Eucalipto em Botucatu supera expectativas dos organizadores

Até o final deste ano o Painel Florestal vai anunciar quando será o 10º Dia de Campo

Por: Painel Florestal - Elias Luz
 
As atenções se voltam agora para o próximo Dia de Campo As atenções se voltam agora para o próximo Dia de Campo

Sucesso de público – com mais de 600 participantes – e expectativa atingida nas atividades que marcaram o 9º Dia de Campo do Eucalipto, que foi realizado esta semana em Botucatu, interior de São Paulo, pela Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp).

O coordenador do evento, professor Saulo Guerra, destacou o empenho do diretor da FCA da Unesp de Botucatu, professor João Saad, e do vice-diretor, professor Carlos Wilcken, idealizador e coordenador do evento. O 9º Dia de Campo do Eucalipto mostrou todas as atividades relacionadas às cadeias produtivas em que a cultura do eucalipto está inserida. Foram apresentadas todas as operações de campo, começando pelo preparo de solo e plantio, adubação, aplicação de herbicidas, formicidas, monitoramento de pragas e doenças, inventário florestal nos cultivos entre dois e seis anos, desbrota, avaliação de áreas de uso múltiplo com um ano de idade, colheita de biomassa florestal, avaliação de plantios adensados para fins energéticos, oficina de plantios de espécies nobres e combate a incêndios.

No setor de máquinas e equipamentos, a New Holland apresentou uma colhedora de biomassa, que corta e tritura o eucalipto, transformando-o em cavacos. Já a Ponsse apresentou o forwarder Buffalo King 8X8 – um equipamento utilizado para atividades de baldeio, ou seja, de transporte das toras da floresta até os caminhões. As dinâmicas de combates a incêndios foram feitas pela Gascom. O 9º Dia de Campo do Eucalipto também foi marcado pelo plantio cedro australiano, mogno africano – tarefa realizada pelo Grupo Multifloresta Negócios Sustentáveis, pelo fato da procura por madeira para serraria e indústria moveleira estarem aumentando em grande escala.

Para Giulia Caterina, que participou desta edição do Dia de Campo do Eucalipto, o evento foi extremamente produtivo e voltado para atender às necessidades dos pequenos e médios produtores rurais, que estão investindo mais em silvicultura. “Todas as dinâmicas foram muito bem apresentadas e o melhor de tudo é que foi um diálogo aberto e quem perguntou obteve a resposta que queria”, disse Giulia Caterina, que ficou impressionada com a colhedora de biomassa da New Holland, cujo projeto foi desenvolvido em parceria com o Núcleo de Ensaio de Máquinas e Pneus Agroflorestais da FCA/Unesp em Botucatu, que é coordenado pelo Prof. Saulo Guerra e Kléber Lanças.

Na avaliação do professor Saulo Guerra, o momento agora é de pensar na preparação do 10º Dia de Campo do Eucalipto, que será realizado em 2014, porém, a data já será divulgada este ano com exclusividade do Painel Florestal, que vai mostrar como foi o evento realizado em 2013 na próxima semana no programa de televisão no Canal Rural. “Ficamos satisfeitos, mas vamos nos aprimorar ainda mais para que os próximos eventos sejam melhores porque novas expectativas vão surgir e o mercado florestal brasileiro é dinâmico em todos os aspectos”, avalia Saulo Guerra.

Envie seu Comentário


 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL