14/11/2014 16h35

Fibria divulga recorde no transporte de madeira por ferrovia

O recorde foi alcançado no mês de outubro e refere-se à madeira de produtores parceiros que fornecem matéria-prima para a Fibria

Por: Painel Florestal - Assessoria
 
Foram mais de 15 mil toneladas de toretes Foram mais de 15 mil toneladas de toretes

O transporte ferroviário é uma das alternativas adotadas pela Fibria para fazer a madeira chegar até a fábrica, em Aracruz (ES). No último mês de outubro, este modal teve um desempenho recorde: 15.317,97 toneladas de toretes de eucalipto chegaram à fábrica pelos trilhos da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), operada pela Vale. É a maior quantidade já transportada pela FCA em um único mês.

O recorde anterior era de junho de 2008 (13.579 toneladas). A carga saiu do depósito de madeira da empresa localizado em Araguaia (Marechal Floriano/ES), que recebe eucalipto de produtores florestais parceiros da Fibria.

O volume transportado em outubro pela ferrovia equivale a 1.000 viagens de caminhão bitrem, que deixaram de ser feitas pela rodovia. O coordenador de Logística Florestal da Fibria, Jovaldi Antônio Scalfoni, credita o desempenho recorde à maior velocidade de carga e descarga das composições ferroviárias e ao melhor planejamento e controle das operações. Também contribuiu, segundo ele, o direcionamento de recursos do operador da ferrovia para o trecho que atende o depósito de madeira da Fibria em Araguaia.

Além de contribuir para deixar mais livre o fluxo de veículos nas rodovias, o transporte ferroviário de madeira também gera menos impacto ambiental. Isso porque o consumo de combustível é menor e também não há desgaste de pneus.

A Fibria recebe madeira por ferrovia vinda dos depósitos da empresa que ficam em Araguaia e em Colatina. Toda essa madeira é produzida por produtores florestais que são parceiros da empresa no Programa Poupança Florestal, por meio do qual a Fibria incentiva o cultivo de eucalipto. O programa é fonte complementar de matéria-prima para a fábrica de celulose.

O coordenador de Poupança Florestal e Novos Negócios da Fibria, Rafael Carvalho, acentua que “o recorde alcançado no mês de outubro contribui para a superação das metas de abastecimento de madeira do Programa Poupança Florestal”.

Em outubro, além das 15.317,97 toneladas provenientes do depósito de Araguaia, a empresa recebeu cerca de outras 20 mil toneladas vindas do depósito de Colatina. O transporte ferroviário responde por aproximadamente 5% do abastecimento de madeira da empresa. O restante chega por rodovia e em barcaças oceânicas que fazem o trajeto entre Caravelas (BA) e Aracruz (ES).

Envie seu Comentário

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL