01/12/2017 18h56

Amata e IAB promovem evento "Arranha-céu em madeira"

O evento é gratuito e será realizado na sede do IAB na próxima segunda-feira, 4

Por: Painel Florestal - Assessoria
 
Pavilhão em CLT construído para a Expo Milão de 2015 pelo escritório Equilibrium Pavilhão em CLT construído para a Expo Milão de 2015 pelo escritório Equilibrium

A madeira reflorestada é capaz de absorver em média uma tonelada de CO² do ambiente, o que vem de encontro com a proposta assinada pelo Brasil durante a 21ª Conferência do Clima (COP 21), que promete reflorestar 12 milhões de hectares e reduzir em 43% a emissão de gases do efeito estufa até 2030. Essa é uma solução para ajudar a resolver um problema crônico da indústria da construção, que hoje é responsável pela emissão de quase metade do dióxido de carbono do mundo.

Assim o IAB (Instituto dos Arquitetos do Brasil), em conjunto com a Amata, realizam no dia 4 de dezembro, a partir das 19h, na sede do IAB, a segunda edição do evento "Arranha-céu em madeira", que aborda a madeira como material estrutural, viável e sustentável para a construção civil. O tema desta segunda edição é "Aprendendo com quem criou a tecnologia", e tem como principal nome o austríaco Wolfgang Weirer, fundador da empresa que criou o CLT, tecnologia que permitiu a construção de edifícios em altura com estrutura em madeira.

O evento é gratuito e aberto a arquitetos, engenheiros, estudantes e designers. A inscrição é feita através do site https://www.sympla.com.br/arranha-ceu-em-madeira-aprendendo-com-quem-criou-a-tecnologia__220933 e é limitada a 80 vagas.

O evento contará com a participação de cinco profissionais da cadeia construtiva que contarão aos convidados suas experiências em projetos realizados com madeira estrutural, especialmente projetos de edifícios em altura. Os convidados são:

  • Wolfgang Weirer: fundador da empresa austríaca KLH Massive Holz GmbH, responsável pela invenção do CLT, sigla para Cross Laminated Timber (CLT) ou laminado de madeira cruzada, material que tem o potencial de redefinir a forma como a construção de edifícios em altura.

  • Alan Dias: engenheiro fundador da Carpintaria, empresa construtora pioneira no Brasil para construção civil em madeira. O tema de sua palestra será "Engenheria canadense: do cálculo à execução".

  • Ana Belizário: arquiteta da Amata, a empresa florestal brasileira que tem o propósito de fomentar a construção civil em madeira como um meio sustentável de fazer valer sua missão.

  • Carol Bueno: arquiteta da Triptyque, escritório que conduziu o projeto do primeiro edifício em altura de madeira do Brasil, que será erguido na Vila Madalena, em São Paulo.

  • Gaú Manzi: arquiteto do escritório 23Sul, que apresentará o projeto da Fundação Florestal, criado para o governo do Estado de S. Paulo.

A primeira edição do evento "Arranha-céu em madeira" aconteceu em 31 de agosto e reuniu cerca de 300 profissionais do setor, entre investidores, construtores, regulamentadoras, arquitetos e engenheiros, e contou com a participação do engenheiro canadense Eric Karsh, fundador da Equilibrium – consultoria de engenharia estrutural reconhecida internacionalmente como líder em construções em madeira em altura.

Envie seu Comentário


 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL