11/02/2015 16h39

Fibria utilizará Redes Neurais Artificiais para biodiversidade

Teve início ontem um treinamento que visa qualificar parte da equipe técnica da empresa a utilizar esta robusta tecnologia em prol da gestão sustentável

Por: DAP Florestal
 
Fibria, empresa brasileira de celulose e papel. Fibria, empresa brasileira de celulose e papel.

Iniciou ontem (10) na unidade Aracruz-ES da Fibria o treinamento em Redes Neurais Artificiais que visa qualificar parte da equipe técnica da empresa a utilizar esta robusta tecnologia em prol da gestão sustentável. O evento que terá duração de 20 horas e está sendo ministrado pelo Dr. Daniel Binoti e pela Drª Mayra da Silva Binoti, Diretor de P&D da DAP Florestal e Profª da UFVJM, respectivamente.

O Treinamento em RNA faz parte de um projeto de pesquisa intitulado “Utilização de Redes Neurais Artificiais para estimação de biodiversidade”, fomentado pelo convênio de cooperação cientifica-tecnológica entre a Fibria e o Instituto de Inovação em Engenharia e Meio Ambiente – Ambnova. Segundo o Coordenador do Projeto, Dr. Daniel Binoti, pretende-se adequar o software Neurodic à realidade Fibria e incentivar a aplicação de Redes Neurais Artificiais, difundido a ferramenta entre seus colaboradores.

“Vale lembrar que as Rede Neural Artificial (RNA) ou Artificial Neural Network (ANN) consiste em um conjunto de neurônios artificiais (unidades de processamento simples) dispostos em camadas e conectados entre si formando uma rede, que passa por um processo de treinamento ou aprendizado para extrair características de um determinado problema, sendo capaz de resolvê-lo satisfatoriamente quando apresentada a novos dados deste problema. Como sistema é gratuito, poderão aplicar os conhecimentos adquiridos em diversos outros campos.”, afirmou o Dr. Binoti.

Segundo o Dr. Pablo Falco Lopes,Diretor Técnico do Instituto, a parceria tem como objetivo estimar características de povoamentos florestais inequiâneos como biodiversidade, teor de carbono, índices de restauração florestal e tamanha populacional de espécies ameaçadas dentre outros em fragmentos florestais a partir de dados de sensoriamento remoto e ferramentas de inteligência artificial.

O Ambnova, que é uma associação de empresas do setor ambiental, sem fins lucrativos, localizada em Viçosa MG, criada para reunir o conhecimento e experiência de suas fundadoras e aplicar no desenvolvimento de alternativas inovadoras e tecnológicas para integrar pessoas, instituições e meio ambiente gerando renda de forma ética, justa e sustentável. Promover o bem estar social, ambiental e econômico através do desenvolvimento e aplicação prática de novas tecnologias.



Envie seu Comentário

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL