08/08/2017 17h52

Fibria inicia testes com celulose em sua segunda linha de produção

As máquinas extratoras, localizadas na linha de Secagem (etapa final da produção), são responsáveis pelo processamento de celulose

Por: Painel Florestal - Assessoria
 
Fibria vem tendo sucesso nos testes da 2ª unidade em Três Lagoas (MS) Fibria vem tendo sucesso nos testes da 2ª unidade em Três Lagoas (MS)

A Fibria iniciou os testes e ajustes finais das máquinas extratoras de sua segunda linha de produção de celulose em Três Lagoas (MS). O marco foi realizado com o início da operação da Máquina Extratora 2 e contou com a presença do presidente da empresa, Marcelo Castelli, do diretor de Projetos e Engenharia, Júlio Cunha, gerentes e coordenadores.

Nova etapa

As máquinas extratoras, localizadas na linha de Secagem (etapa final da produção), são responsáveis pelo processamento de celulose, transformando-a em "produto acabado". O início da operação dessa máquina é considerado um "divisor de águas", pois só é possível uma vez que todos os equipamentos e instalações (mecânicas, elétricas, medições e controles) foram testados individualmente e estão prontos para os testes com celulose. Como a unidade ainda não está produzindo, os testes utilizam a celulose da fábrica em operação. Essa estratégia permite maior tempo para ajustes e correções, disponibilização dos equipamentos para consolidação dos treinamentos e interação das equipes operacionais e de manutenção, garantindo, assim, uma partida mais tranquila e segura.

Você sabia?

A segunda linha de produção de celulose da Fibria em Três Lagoas (MS), conta com duas Máquinas Extratoras, a 2 e 3, cada uma com capacidade de 3.060 toneladas de celulose/dia.

Envie seu Comentário


 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL