09/02/2017 17h10

Duratex registra receita líquida de mais de R$ 1 bilhão no 4º trimestre de 2016

No ano, a companhia teve como foco programas para melhoria da gestão de custos e ganho de eficiência

Por: Painel Florestal - Assessoria
 
Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex

A Duratex anuncia os resultados financeiros do quarto trimestre de 2016 (4T16) e do ano de 2016. No 4T16, a empresa apresentou uma melhora no lucro líquido, mostrando capacidade de recuperação com redução de custos, ajustes no preço ao longo do ano e vendas de terras e florestas. A companhia registrou receita líquida total de mais de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2016, montante 8% superior ao mesmo período em 2015.

"Em 2017, a Duratex continuará investindo em programas de eficiência e na gestão dos custos operacionais. No último trimestre de 2016, registramos redução de endividamento, recuperação do caixa e ganho operacional", afirma Antonio Joaquim de Oliveira, Presidente da Duratex.

A Divisão Deca obteve desempenho superior à média do setor no ano de 2016. O resultado demonstra a força da marca e a estratégia assertiva de negócios da companhia, que, mesmo diante de um cenário econômico desafiador e da retração do setor de construção civil, obteve performance melhor do que o mercado. Para 2017, a Deca, em linha com a estratégia da Duratex, manterá seus esforços para contenção de custos e melhora operacional.

No 4T16, a Divisão Madeira registrou crescimento de 10% nos volumes expedidos em relação ao trimestre anterior, resultado significativo em meio a uma economia ainda em estabilização. Em comparação ao mesmo período de 2015 foi 7,2% maior.

Alinhada à estratégia da empresa de desmobilização de ativos, a companhia realizou a venda de terras distantes das nossas operações e com alto valor para outras atividades, somando R$ 30,9 milhões. Esta venda é não recorrente, porém importante para o processo de desalavancagem, totalizando no ano o valor de R$ 61,7 milhões.

No trimestre, a Duratex Florestal vendeu florestas de eucalipto, captando R$ 63,5 milhões, sendo R$ 38 milhões para Fibria Celulose S.A.., conforme comunicado a mercado divulgado em 6 de dezembro de 2016, e o restante para outros clientes. Esta operação tem como objetivo adequar o excedente de suprimento florestal sem comprometer a capacidade de fornecimento de madeira para as operações de manufatura de painéis da empresa.

No ano de 2016, os investimentos somaram o valor de R$ 473,7 milhões. No 4T16, a Duratex fez investimento no montante de R$ 96,5 milhões, sendo R$ 45,8 milhões destinados à manutenção das fábricas e R$ 50,7 milhões utilizados para atividades de reflorestamento.

As despesas gerais e administrativas foram menores se comparadas ao ano anterior. No 4T16, as despesas acumularam R$ 34,3 milhões, totalizando o montante de R$ 141,5 milhões em 2016 (valor 8,5% abaixo do ano anterior). Esse resultado é reflexo da implementação do Programa Orçamento Base Zero, uma nova maneira de gerir custos fixos e despesas, e do Sistema de Gestão Duratex (SGD), que monitora o controle de custos, ganho de eficiência e readequação de processos da companhia.

Outros projetos implementados ao longo do ano passado e que proporcionaram à Duratex ganho de eficiência foram o Projeto Logística, que revisou o modelo logístico da companhia e otimizou o custo de frete e o nível de serviço; o Projeto Integra, focado em modernizar os sistemas de produção e gestão de estoques; e o Projeto Enter, com novo software utilizado pela área comercial para gerir melhor os relacionamentos, integrar informações, atividades e processos e consequentemente, melhorar a satisfação dos clientes e os resultados da Companhia. Para sustentar todas essas mudanças, transformações importantes vêm sendo disseminadas na companhia preservando nossos valores, mas modificando e revitalizando a cultura organizacional.

Ainda em 2016, a companhia contou com a chegada do Diretor Administrativo e Financeiro, Henrique Haddad, e do Vice-Presidente da Divisão Madeira, Henrique Marcondes. Essas alterações, em conjunto com a reestruturação do Comitê Executivo da Duratex e comissões de suporte, têm como objetivo focar, ainda mais, na agenda interna e nas iniciativas propostas para redução de custos, ganho de eficiência e melhorias na geração de caixa.

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL