11/03/2013 19h45

"Endividamento da Suzano está longe do patamar confortável", dizem analistas

Mesmo projetando com números bons no quarto trimestre, analistas do Brasil Plural reforçam preocupação com alavancagem da companhia

Por: Painel Florestal - Info Money
 
Analistas do Brasil Plural reforçam preocupação com alavancagem da Suzano (Getty Images) Analistas do Brasil Plural reforçam preocupação com alavancagem da Suzano (Getty Images)

O endividamento da Suzano (SUZB5) está longe do patamar confortável, mas os analistas do Brasil Plural acreditam que no geral os números do quarto trimestre de 2012 serão bons. O balanço está programado para ser divulgado nesta terça-feira (12), antes da abertura do mercado.

Embora estimem um trimestre favorável, Renato Antunes e Aristóteles Nogueira, que assinam o relatório do banco, apontam que o preço da celulose combinado com a alta alavancagem ainda os deixam preocupados, mesmo concordando que a fábrica de Maranhão deva trazer um importante impulso na geração de caixa da empresa. Segundo eles, a apreensão sobre a alavancagem da empresa poderia se tornar um limitador de liquidez em último caso. A estimativa é que a dívida líquida da empresa alcance 7 vezes sua geração de caixa, medida pelo Ebitda (Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), em 2013. Por isso, os analista reforçam que uma postura mais conservadora com a dívida poderia ser bem recebida pelo mercado.

Os analistas mantiveram a preferência pelas ações da Suzano em relação a Fibra (FIBR3). A recomendação é equivalente a manutenção, com preço-alvo de R$ 7,00 - configurando um potencial de valorização de 8,02% na comparação com a última sexta-feira (8).

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL