22/03/2013

Fibria apresenta investimento social para Três Lagoas-MS e região em 2013

São 22 projetos em nove linhas de atuação que beneficiarão as comunidades de Três Lagoas, Brasilândia, Selvíria, Ribas do Rio do Pardo e Água Clara

Painel Florestal - Assessoria
 
 

A Fibria tem o compromisso com as melhores práticas de governança e de responsabilidade sócio ambiental. Assim durante o ano de 2013 a empresa apoiará o desenvolvimento de 22 projetos nos municípios de Três Lagoas, Brasilândia, Selvíria, Ribas do Rio do Pardo e Água Clara, o que representa um investimento de R$ 3.349.945, beneficiando mais de 18 mil pessoas. Este número significa um aumento de mais de R$ 1 milhão em relação a 2012. Além disso, o número de projetos beneficiados também aumentou de nove para 22 nos municípios acima citados.

Para este ano, os projetos desenvolvidos contemplam nove linhas de atuação, entre elas: educação, cultura, esporte, desenvolvimento local, abastecimento alimentar, Plano Sustentável Indígena etc.

Os projetos são desenvolvidos a partir de parcerias, envolvendo os governos federais e estaduais, prefeituras, instituições presentes na região e representantes da sociedade civil — além, é claro, das próprias comunidades. “Acreditamos que desse modo, contribuímos para o desenvolvimento sustentável da região de forma construtiva, com base no diálogo e no relacionamento, que permita a criação e manutenção de um ambiente de confiança e cooperação entre comunidades e empresa, gerando benefícios para todos”, explica a coordenadora de sustentabilidade de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Flávia de Carvalho Oliveira Tayama.

Na Fibria, a sustentabilidade está no eixo do negócio e, por isso, incorpora-se a cultura com foco na geração do lucro admirado, associada à conservação ambiental, à inclusão social e à melhoria da qualidade de vida. “Queremos cada vez mais ser uma empresa genuinamente feita por pessoas e para as pessoas, conscientes da interdependência com o ambiente e a sociedade. Temos compromisso com os empregados e famílias, comunidades, acionistas e sociedade civil”, finaliza Flávia.

Linhas de atuação e projetos desenvolvidos

• Linha Desenvolvimento Local

Objetivo: Estimular o desenvolvimento das comunidades onde a unidade de negócio opera, por meio de processo participativo e legítimo que conduza progressivamente ao aumento do capital social, fortalecendo o dinamismo econômico sustentável no município.

Projetos

Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial-PDRT (Brasilândia, Três Lagoas e Selvíria): Buscar o desenvolvimento rural local através do fortalecimento das associações comunitárias e suas redes, focando o apoio à suas cadeias produtivas, promovendo a capacitação das associações em gestão, produção, comercialização.

Colmeias/Apicultura (Água Clara, Brasilândia e Três Lagoas): Contribuir para melhoria da qualidade de vida dos apicultores, gerando trabalho e renda por meio do desenvolvimento e aperfeiçoamento da atividade apícola dentro das florestas plantadas da Fibria.

Qualificação das Organizações (Três Lagoas): Capacitar os gestores da organização a desenvolver competências para a formalização jurídica das organizações. Desenvolver e fortalecer, as organizações, com competências para a captação de recursos por meio de editais privados, públicos ou leis de incentivo.

• Linha - Plano Sustentável Indígena

Projeto

PSO – Plano Sustentável OFAIE (Brasilândia): A proposta é realizar um levantamento sobre as potencialidades dos povos indígenas a cerca do município de Brasilândia.

• Linha Esporte

Objetivo: Formação do jovem por meio de atividades esportivas com foco educacional, capacitação de agentes sociais e incremento de infraestrutura. Projetos

Jovem Campeão (Água Clara): Promover inclusão social dos jovens através da prática esportiva na modalidade basquete, promovendo a cidadania e ensinando as técnicas específicas. O público alvo do projeto são alunos de rede pública, municipal e estadual de Água Clara.

Jogando e Aprendendo OFAIÉ (Brasilândia): A proposta é estimular a autoestima dos Ofaié por meio da construção de um campo de Futebol Society, que também possibilitará a integração social com as comunidades vizinhas. Com o auxílio de um treinador, os jovens indígenas aprenderão a modalidade esportiva e em paralelo será lançada uma cartilha com os termos utilizados no esporte na língua Ofaié.

• Linha Educação

Objetivo: O projeto visa complementar e fortalecer o papel da escola, contribuindo para a ampliação das possibilidades de desenvolvimento dos jovens.

Projetos

Inclusão Digital II (Três Lagoas): Promover a inclusão digital para jovens através da educação com acesso gratuito de qualidade, preparando para o mercado de trabalho, que esta mais exigente no conhecimento das tecnologias. Com os cursos de operador de computador (Windows, Word, PowerPoint, Access, Excel, Internet Vida Digital e Publisher) e montagem de hardware e redes. Parceria Votorantim pela Educação (Ribas do Rio Pardo e Selvíria): Sensibilizar e mobilizar as comunidades onde a Fibria atua para a melhoria da qualidade de educação básica oferecida nas escolas públicas, entendida como a garantia do direito de aprender a todas as crianças e adolescentes. Contribuir para a melhoria do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do município.

• Linha da Cultura

Objetivo: Democratização cultural, por meio do apoio a projetos que ampliem o acesso do jovem à produção cultural de todas as áreas artísticas – artes visuais, artes cênicas, cinema e vídeo, literatura, música e patrimônio.

Projetos

Arte no Bairro (Três Lagoas): Promover a continuidade da construção de cidadania dos jovens, através da pintura artística aplicada sobre placas de celulose como forma de expressão, elevando a autoestima e gerando o caráter sustentável através das exposições de telas e descobrindo novos artistas. Musicando Talentos (Três Lagoas - Jupiá): O projeto foi criado para dar oportunidade a jovens e adultos, com poucos recursos financeiros, a possibilidade de formação e construção do conhecimento acerca da música por meio de aulas de violão.

• Linha Atendimento

Projeto

Programa VIA (Selvíria): Fortalecer o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) promovendo capacitação aos conselheiros alinhado com as principais causas de violação dos direitos das crianças e adolescentes. A forma de atuação é através de diagnostico e atendimento aos jovens em vulnerabilidade social.

• Linha Fomento as Cadeias Produtivas

Projeto

Arranjo Produtivo Local – APL (Ribas do Rio Pardo): Promover o desenvolvimento do município de Ribas do Rio Pardo, por meio do fortalecimento das articulações empresariais, institucionais e poder público, voltadas ao setor florestal. Atrair investimentos ligados à madeira de Pinus e Eucalyptus e desenvolver a capacitação e profissionalização de importantes subprodutos da cadeia florestal, como mel, sistema(s) agro florestal, silvi pastoris.

• Linha Abastecimento Alimentar

Projetos

Mais Mel (Brasilândia): Projeto desenvolvido pela Fibria em parceria com o Programa Redes, ação que busca contribuir para o desenvolvimento sustentável de municípios brasileiros e para a geração de renda para população de baixa renda das cidades participantes por meio da iniciativa firmada no final de 2010 entre Instituto Votorantim e BNDES. O objetivo do projeto, busca ampliar a produção de mel, a partir da compra de equipamentos e da capacitação dos apicultores para utilizar plenamente o entreposto de processamento de mel já existente no município. O mel produzido terá como destino os atacadistas de MS e SP e as compras públicas (programas de merenda escolar). Os beneficiados serão pequenos produtores rurais que, em sua maioria, possuem outras atividades, mas tem a apicultura como complemento de renda. Também será viabilizada a certificação orgânica do mel.

Caminhos do Mel (Três Lagoas): Compra de equipamentos para beneficiamento do mel pela ATLA, que já possui terreno, certificação estadual, mas precisa de equipamentos para processar, envasar, armazenar e comercializar o mel. A rastreabilidade do mel e a certificação orgânica também serão considerados pelo projeto. Os beneficiados serão os apicultores associados à ATLA e agricultores familiares dos assentamentos de Três Lagoas. Os produtos serão vendidos por meio do comércio local e regional e também para programas públicos. As capacitações técnicas serão realizadas pelo Sindicato Rural em parceria com o SENAR e pela AEMS. Projeto desenvolvido pela Fibria em parceria com o Programa Redes, ação que busca contribuir para o desenvolvimento sustentável de municípios brasileiros e para a geração de renda para população de baixa renda das cidades participantes por meio da iniciativa firmada no final de 2010 entre Instituto Votorantim e BNDES.

Entreposto de Pescados Jupiá (Três Lagoas): Adequar a infraestrutura, comprar máquinas e equipamentos e obter a Licença de Operação para o Entreposto de Pescados Jupiá. O processo prevê abate, evisceração, limpeza, filetagem ou corte em postas, embalagem e pesagem para a comercialização. Os produtos serão vendidos em supermercados, peixarias, hotéis, restaurantes e cozinhas industriais, além do comércio no entreposto e na Feira de Três Lagoas. As capacitações de mão de obra serão realizadas em parceria com a AEMS e com o Sindicato Rural. Projeto desenvolvido pela Fibria em parceria com o Programa Redes, ação que busca contribuir para o desenvolvimento sustentável de municípios brasileiros e para a geração de renda para população de baixa renda das cidades participantes por meio da iniciativa firmada no final de 2010 entre Instituto Votorantim e BNDES.

Laticínios de Arapuá (Três Lagoas): Construção de um mini-laticínio com máquinas, equipamentos e licenças para beneficiamento de leite. O produto final será leite pasteurizado tipo B, a ser vendido para supermercados, padarias, sorveterias, hotéis, restaurantes, cozinhas industriais, escolas municipais e estaduais, entre outros. As capacitações serão realizadas em parceria com a AEMS e com o Sindicato Rural. Projeto desenvolvido pela Fibria em parceria com o Programa Redes, ação que busca contribuir para o desenvolvimento sustentável de municípios brasileiros e para a geração de renda para população de baixa renda das cidades participantes por meio da iniciativa firmada no final de 2010 entre Instituto Votorantim e BNDES.

• Linha Comércio e Serviços

Projeto

Produzindo Frutos e Arborizando a Região (Três Lagoas): Implantação de um viveiro de mudas, com mudas frutíferas e do bioma do cerrado, para desenvolver a agricultura familiar no assentamento 20 de março. As mudas produzidas serão comercializadas para empresas e propriedades da região, que precisam realizar compensação ambiental. Também haverá desenvolvimento de hortas com verduras, hortaliças e legumes e a venda de frutas. Serão beneficiados produtores rurais assentados, que não têm histórico nesse tipo de produção. As capacitações profissionais em técnicas agrícolas serão realizadas em parceria com a AGRAER e o Sindicato Rural. Projeto desenvolvido pela Fibria em parceria com o Programa Redes, ação que busca contribuir para o desenvolvimento sustentável de municípios brasileiros e para a geração de renda para população de baixa renda das cidades participantes por meio da iniciativa firmada no final de 2010 entre Instituto Votorantim e BNDES.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL