24/03/2013

Celulose Irani tem lucro líquido 164,6% maior no 4º trimestre de 2012

Nos doze meses do ano passado, os ganhos somaram R$ 26,4 milhões, contra R$ 9,3 milhões em 2011, o que representa aumento de 182%.

Painel Florestal - Brasil Econômico
 
 
Em 2012, os investimentos da Celulose Irani chegaram a R$ 51,4 milhões Em 2012, os investimentos da Celulose Irani chegaram a R$ 51,4 milhões

A fabricante de papel para embalagens e papelão ondulado Celulose Irani anunciou nesta quarta-feira (20/3) que obteve lucro líquido de R$ 29,3 milhões no quarto trimestre de 2012, o que representa alta de 164,6% em relação ao verificado no último trimestre de 2011 (R$ 11,07 milhões).

Nos doze meses do ano passado, os ganhos somaram R$ 26,4 milhões, contra R$ 9,3 milhões em 2011. Na comparação anual, houve aumento de 182%.

De acordo com o documento da companhia, o incremento verificado foi determinado pela variação do valor justo dos ativos biológicos, que foi atualizado pela Irani no segundo e no quarto trimestres. No último trimestre do ano passado, essa linha totalizou R$ 39,03 milhões, contra R$ 15,55 milhões verificados no quarto trimestre de 2011.

Também contribuiu para o resultado final, a receita operacional líquida da companhia, que avançou 5,5% entre outubro e dezembro do ano passado, marcando R$ 129,2 milhões. No acumulado do ano, a receita líquida subiu 2,5%, atingindo R$ 483,4 milhões. A alta de 6,7% nas vendas em volume de papel para embalagens contribuiu para o resultado positivo.

No mesmo sentido, o resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) registrou elevação de 55,8% entre outubro e dezembro de 2012, para R$ 62,35 milhões. Já no acumulado do ano, o crescimento foi de 19%, chegando a R4 135,2 milhões.

Em 2012, os investimentos da Irani chegaram a R$ 51,4 milhões, destinados principalmente a melhorias e substituições necessárias ao bom andamento dos equipamentos e estrutura física da companhia e para o encerramento de alguns projetos iniciados no ano anterior.

Para o próximo ano, a companhia acredita que a maior rendas das famílias continuará favorecendo o consumo, o que impulsionará o setor de papel e embalagens de papelão ondulado.

Seja o primeiro a comentar!

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL