22/03/2013

Biomassa: É possível reduzir o consumo de energia de uma fábrica de celulose?

Sim, é possível. E reduzir drasticamente, por sinal.

Por: Painel Florestal - Jaqueline Naujorks (enviada especial)
 
 
Inauguração aconteceu na manhã deste dia 22 de março de 2013 em Mogi Guaçu-SP.
Foto: Painel Florestal Inauguração aconteceu na manhã deste dia 22 de março de 2013 em Mogi Guaçu-SP.
Foto: Painel Florestal

A unidade da International Paper de Mogi Guaçu/SP, acaba de inaugurar uma caldeira que vai reduzir em 90% o consumo de energia da fábrica.

Com um investimento de 90 milhões de dólares, a companhia busca com essa iniciativa não só atender o princípio da sustentabilidade - que hoje é a 'palavra de ordem' do setor industrial no Brasil e no mundo - mas também torná-la mais competitiva.

O gerente geral da unidade de Mogi Guaçu, Amaury Francisco Malya destaca que a inauguração da caldeira de biomassa desativa 2 caldeiras de gás natural e uma que já utilizava cavaco mas com baixa pressão, e é essa redução na utilização de combustível fóssil que coloca a IP num bom patamar de competitividade: "Hoje não dependemos mais de combustível fóssil e estamos caminhando para sermos autossuficientes na geração de energia como um todo".

A International Paper opera em 24 países e tem 11 unidades no Brasil (uma delas em Três Lagoas/MS). O processo de instalação da caldeira de Biomassa levou 2 anos e mostra a intenção da companhia de investir no Brasil como plataforma de crescimento na América Latina.

A gerente de sustentabilidade da IP, Lizzi Colla, afirma que os benefícios da caldeira não são apenas ambientais, mas sociais também: "Motivados por esse investimento, pequenos agricultores da região estão firmando parcerias com a companhia para plantar eucalipto, ou seja, o impacto é positivo também na comunidade" finaliza.

 
A inauguração da caldeira de biomassa desativa 2 caldeiras de gás natural e uma que já utilizava cavaco mas com baixa pressão.
Foto: Painel Florestal A inauguração da caldeira de biomassa desativa 2 caldeiras de gás natural e uma que já utilizava cavaco mas com baixa pressão.
Foto: Painel Florestal

(1) Comentário

Envie seu Comentário!

Restam caracteres. * Obrigatório
Digite as 2 palavras abaixo separadas por um espaço.
 

Parabéns pela iniciativa, pois realmente é uma atitude econômica e social, pois os pequenos produtores do entorno do investimento tem uma nova alternativa de renda para suas propriedades, ou seja, o cultivo de floresta, consolidando com isso o conceito do fazendeiro florestal.

 
Eng. Ftal - José Zani Filho em 23 de março de 2013 às 10:03

 
 

SOBRE O PAINEL FLORESTAL